Síndrome Serotoninérgica


Conceito
É uma síndrome clínica resultante da estimulação excessiva de receptores serotoninérgicos centrais e periféricos, caracterizada pela tríade de sintomas: mudança do estado mental, anormalidades neuromusculares e hiperatividade autonômica.

Causas
É causada pela administração de substâncias pro-setoninérgicos, sendo os casos mais graves resultantes da combinação de duas ou mais substâncias.
  • Secundária ao aumento da produção de serotonina: Triptofano
  • Secundária ao aumento da liberação da serotonina estocada: Anfetaminas (incluindo "Ecstasy"), Bromocriptina, Cocaína, L-Dopa.
  • Secundária à diminuição de recaptura de serotonina pela terminação pré-sinaptica: Dextrometorfano, Nefazodona, Petidina (Meperidina), ISRS (Fluoxetina, Paroxetina, Sertralina, Citalopram, Fluvoxamina), ISRS/NA (Venlafaxina), antidepressivos tricíclicos.
  • Secundária à inibição do metabolismo da serotonina: Moclobemida, Tranilcipromina.
  • Secundária à estimulação do receptor pós-sináptico da serotonina: Dietilamida do Ácido Lisérgico (LSD).
  • Secundária ao aumento da resposta pós-sináptica à estimulação pela serotonina: Lítio
Pessoas mais predispostas
  • Pessoas com idade avançada
  • Usuários crônicos de ISRS
  • Hepatopatas
  • Pessoas com doença endotelial (aterosclerose, hipertensão)
Manifestações Clínicas
Podem iniciar-se horas a dias após a exposição aos agentes causadores. São:

Tabela para o diagnóstico da Síndrome Serotoninérgica.

Instabilidade autonômica

Alterações neurológicas

Alterações mentais

Diaforese

Tremores

Alteração da consciência

Diarréia

Vertigem

Agitação

Febre

Hiperreflexia

Hipomania

Taquicardia sinusal

Mioclonia

Letargia

Hipertensão/hipotensão

Convulsões

Insônia

Taquipnéia

Rigidez muscular

Alucinações

Dilatação das pupilas

Reflexo de Babinski

Hiperatividade

Rubor

Opistótonos


Cãimbras abdominais

Ataxia


Hipersalivação

Coma


Calafrio




Complicações agudas incluem: coma, convulsões, rabdomiólise, Coagulação Intravascular Disseminada (CIVD).

Diagnóstico Diferencial
  • Síndrome Neuroléptica Malígna: é o mais provável quando um neuroléptico foi iniciado ou teve sua dose aumentada logo antes do aprecimento dos sinais e sintomas.
  • Síndrome anticolinérgica
  • Toxicidade à carbamazepina
  • Infecções do Sistema Nervoso Central (SNC)
  • Abstinência ao álcool
  • Abstinência a hipnóticos/sedativos
  • Abstinência a opióides
  • Insolação
  • Toxicidade do lítio
  • Overdose de simpaticomiméticos

Tratamento

Descontinuação do(s) agente(s) serotoninérgico(s)
Monitorização cardiocirculatória (arritmias, hipertensão/hipotensão) e respiratória.
  • Caso PA elevada e paciente não-asmático: propranolol 20mg de 8/8h é uma opção.
  • Avaliar a necessidade de entubação
Controle da temperatura corporal reduzindo a hipertermia, os tremores e a rabdomiólise:
  • uso de gelo para reduzir a hipertermia
  • infusão endovenosa de fluidos para hidratação
  • se convulsões: dizepam 5mg, EV lentamente.
  • se mioclonias clorpromazina 25mg IM ou EV, até máximo de 1mg/kg de peso.
  • se mioclonias há outra opção: difenidramina 50mg.
  • se convulsões + mioclonias: metisergida (2-6mg/24h).
Apenas em 40% das formas graves são admitidas em UTI e a mortalidade nestes casos é de 11%.


Referências Bibliográficas

IPCSintox
Notas sobre a Síndrome Serotoninérgica
Síndrome Serotoninérgica Associada ao Uso de Paroxetina
Triptofano

12 comentários:

Anônimo disse...

NA VERDADE NÃO É UM COMENTÁRIO, PRECISO DE UM RESPOSTA. QUERO SABER ATÉ AONDE A ALIMENTAÇÃO PODE INFLUENCIAR EM QUEM ESTÁ COM ESSE PROBLEMA? E QUAIS SÃO OS ALIMENTOS?

Glaise Franco disse...

Na verdade uma dieta rica em triptofano pode sim levar à Síndrome Serotoninérgica. São alimentos ricos em triptofano, por exemplo: carnes (de boi e vísceras, de peru, de peixe e frutos do mar), leite e derivados (requeijão...), ovos, amendoim, nozes, castanhas, tâmara, banana, abacate, frutas secas, soja, leguminosas (feijão e lentilha), chocolate, etc.
Mas é preciso lembra-se que esta Síndrome é rara, então é preciso discutir com seu médico antes de privar-se de nutrientes importantes e que possam fazer-lhe falta.

Hilson S. Ritta disse...

Muito esclarecedor o tópico. Estava pesquisando sobre essa crise, pois ingeri IMAO e a posso ter desencadeado. Sinto alguns dos sintomas mencionados, os mais aparentes são pupilas dilatas, arrepios constantes (como se sentisse sentimento de epifania)hiperreflexia e pouco apetite. Só que há muito tempo que ingeri IMAO (mais de 6 meses) e ainda sinto estes sintomas, o pior é a dor de cabeça constante somento no lado direito. Gostaria de saber o que posso fazer nesse caso, o que tenho que evitar e se há algum tratamento que possa me trazer uma cura ou melhora significativa?
Ficaria bastante feliz com uma resposta, desde já agradeço!

Leopoldo disse...

Hilson, voce está parecendo que tem enxaqueca, isso sim. Vai ao médico conferir.

milablog disse...

Bom dia Dra Glaise,

Meu namorado toma há quase um ano o Citalopram. E venho notando que cada vez que ele exagera nas sessoes de nataçao (geralmente quando nada mais de uma hora) ele muda de comportamento, fica eufórico, às vezes confuso, sente dores pelo corpo, etc). Venho lendo bastante sobre serotonina e sobre a administraçao de drogas que aestabilizam (ou como se diga, nao sou médica, desculpe).
Existe alguma possibilidade desses sintomas apresentados estarem relacionados com a Síndrome Serotoninérgica? Pode ser que ao produzir muita Serotonina com os exercícios e mantê-la no organismo pela açao do Citalopram ele esteja com uma overdose de Serotonina?

Muito obrigada pela atençao.
Ludmila.

Glaise Franco disse...

Desculpe, mas sua decrição em nada se relaciona à Síndrome Sertonérgica.

Ivina Silva disse...

ola dr eu ja faço tratamento a mais de6 anos ja tomei varios anti-drepressivos hoje tomo luvox sinto tremores no corpo meu coração acelerado meu corpo fica jelado fico suando muito pelas maos e pes e sinto agonias nas pernas como tivesse contraindo fico apavorado as veses nao consigo nem dormi passo a noite toda assim oq a senhora acha?

Glaise Franco disse...

A SS é uma situação AGUDA e GRAVE não é possível conviver com ela...portanto seu quadro não é compatível com esta síndrome.

Discuta seus sintomas com seu médico ele lhe orientará a respeito.

Ivina Silva disse...

ola tava tomando sertralina a uma semana ai meu medico mudou para luvox de 100mg logo de cara to sentindo insonia meu corpo agitado minha pupila so vive dilatada me tremo meu coração acelera e sinto dores de cabeça pode ser ss?

clau lucchetta disse...

tomo citalopram duas x ao dia, posso tomar ginkobiloba_
grata claudete

Glaucia disse...

Encontrei esse blog em uma hora propícia. Há três anos tomo citalopran 40 mg, entretanto a alguns dias estou sentindo confusão mental, contração involuntaria dos nervos e dor, inquietação, diarreia, visão turva,parecendo que ingeri bebida alcoolica, boca dormente, agitação, tremura. Estou preocupada, mas se não tomo sinto muita tontura. Me ajude por favor. Será essa sindrome?
Desde já agradeço.
Glaucia

Glaise Franco disse...

Esta Síndrome é aguda, não é crônica e os sintomas, como pode observar acima, não se parecem com os da SS.

Postar um comentário

Depois de postar, aguarde até a sua mensagem ficar on-line. Isto não ocorrerá imediatamente. Poderá levar até um dia. Não aceitamos comentários anônimos. Obrigada pela sua colaboração.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.